Processos de avaliação em sistemas complexos de defesa: estudo de caso SisGAAz

Resumo

Os projetos estratégicos no setor de defesa são os indutores no processo de evolução tecnológica e doutrinária das Forças Armadas. O desenvolvimento desses projetos, caracterizados como sistemas complexos, visam a atender às necessidades e às capacidades operacionais definidas para as Forças.

O Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul (SisGAAz) é um programa da Marinha do Brasil (MB), com características duais, que atende às orientações da Estratégia Nacional de Defesa (END) de implementar um sistema de monitoramento e controle nas Águas Juridicionais Brasileiras (AJB).

A complexidade tecnológica para o desenvolvimento do Programa SisGAAz se caracteriza pela: a) multiplicidade de tecnologias envolvidas no seu desenvolvimento, principalmente quanto à integração dos sensores a serem instalados; b) abrangência da área a ser monitorada; c) integração dos sistemas existentes (legados); d) demanda de estrutura especializada de suporte logístico necessária para o transporte, implantação dos sistemas e capacitação técnica dos recursos humanos; e e) interação dos componentes da Tecnologia de Informação com o componente humano.

Neste cenário, a Engenharia de Sistemas exerce um papel importante na transformação e decomposição das necessidades operacionais em requisitos dos sistemas, otimizando a concepção, bem como a posterior composição e integração dos projetos estratégicos, por ocasião da implementação. Contudo, no caminho a ser percorrido pela Engenharia de Sistemas  na condução dos projetos estratégicos, há inúmeros problemas de decisão envolvendo múltiplos critérios e alternativas nos quais deverão ser aplicados processos formais de Apoio Multicritério à Decisão (AMD), visando à obtenção de elementos que venham a subsidiar  e esclarecer as recomendações para a tomada de decisão, à luz dos julgamentos estabelecidos.

Este artigo apresenta um estudo de aplicação de processos formais de AMD no Programa SisGAAz.

Leia o artigo completo.