17
dez

Cerimônia de Lançamento do Submarino Riachuelo

Cerimônia de Lançamento do Submarino Riachuelo

O Portal Defesanet publicou uma matéria sobre a “Cerimônia de Lançamento do Submarino Riachuelo”, o primeiro submarino Scorpène adquirido no âmbito do acordo de transferência de tecnologia firmado com a França, em 2008.

No texto, cita o papel da Fundação Ezute no Programa de Desenvolvimento de Submarinos, o PROSUB:

A Fundação EZUTE, em uma primeira fase, enviou nove engenheiros para a França a partir de 2011 para participar dos trabalhos de especificação e projeto sistêmico do Sistema de Combate dos submarinos da classe Riachuelo. Em outra fase, parte desta equipe foi diretamente envolvida na produção de módulos do software Sistema de Gerenciamento de Combate, em que estes módulos tornarão possível a comunicação tática desta classe de submarinos com outros meios operativos da Esquadra brasileira.

 

Leia a íntegra da matéria aqui:
http://www.defesanet.com.br/prosub_s40/noticia/31514/Lancamento-do-Submarino-Riachuelo–a-consolidacao-do-esforco–da-sinergia-e-da-competencia-da-Marinha-do-Brasil-/

Acesse o hotsite da Marinha do Brasil sobre a Cerimônia de Lançamento do Submarino Riachuelo:
http://www.mar.mil.br/hotsites/riachuelo/index.html#

14
dez

MANSUP – Lançamento do primeiro protótipo

MANSUP – Lançamento do primeiro protótipo

O portal Defesanet noticiou, no dia 29/11, o lançamento do primeiro protótipo do Míssil Antinavio Nacional de Superfície (MANSUP) pela Marinha do Brasil.
Texto do Defesanet:

“A Marinha do Brasil em dois suscintos tuites informou, na noite de quinta-feira (29NOV2018) que realizou o lançamento do primeiro protótipo do Míssil Antinavio Nacional de Superfície (MANSUP).

O lançamento estava previsto para ocorrer no dia 17OUT2018, mas foi adiado para esta terça-feira.

A Marinha do Brasil  lançou, na última terça-feira (27NOV2018), o primeiro protótipo do Míssil Antinavio Nacional de Superfície (MANSUP), a 300 km do litoral do RJ. O míssil, lançado pela Corveta “Barroso”, tem 5,6 m de comprimento, pesa cerca de uma tonelada e alcança 1000 km/h em menos de 7 segundos.

Os dados obtidos com o lançamento do MANSUP permitirão prosseguir na evolução desse projeto, desenvolvido com tecnologia exclusivamente nacional, que colocará o Brasil no seleto grupo de fabricantes de mísseis desse porte.

Dados de performance e características técnicas fornecidos pela SIATT:
• Míssil superfície-superfície, antinavio, para lançamentos a partir de navios
• Alcance máximo: aprox. 70 km
• Velocidade transônica
• Guiagem: inercial e radar ativo na fase terminal
• Voo em altitude “sea skimming” (rente ao mar)
• Motor-foguete com propelente sólido
• Operação em quaisquer condições climáticas

Parceiros do Programa

Fundação Ezute

Executa o projeto de gestão integrada que articula e supervisiona o processo de desenvolvimento de um Míssil Antinavio Nacional de Superfície (MANSUP).

O escopo geral do empreendimento compreende o desenvolvimento e fabricação no Brasil de protótipos do MANSUP, de desempenho similar ao do EXOCET MM40B1 e que venha a ser seu sucedâneo. Trata-se de um míssil de uso naval, do tipo Superfície-Superfície.

Desde 2010, a Fundação Ezute integra o trabalho de diferentes fornecedores e das três empresas contratadas para desenvolver a tecnologia deste míssil inteligente, projetado para realizar voos do tipo “sea skimming”. Este escopo deverá ser atingido a partir do trabalho conjunto a ser desenvolvido pela Fundação Ezute e pelas Contratadas. Três protótipos do míssil serão testados até o início do processo industrial da versão brasileira.

SIATT – Sistemas Integrados de Alto Teor Tecnológico

É responsável por fornecer o Sistema de Guiagem, Navegação e Controle e o Sistema de Telemetria do MANSUP.

AVIBRAS Aeroespacial

Cabe à AVIBRAS Aeroespacial o desenvolvimento do propelente e a cabeça explosiva. Assim como a integração do MANSUP.

OMNISYS (THALES)

Realiza o projeto do radar de detecção do alvoSEEKER (Sistema Autodiretor para Míssil Superfície-superfície), equipamento responsável pelo direcionamento do míssil antinavio na fase final de aproximação de um alvo.”

Fonte: Defesanet
Clique aqui para ver a matéria original

22
dez

Ezute: Primeira Organização Brasileira Associada ao INCOSE

Ezute: Primeira Organização Brasileira Associada ao INCOSE

A Fundação Ezute associou-se ao INCOSE (International Council on Systems Engineering), em novembro último, passando a ser a primeira organização nacional a integrar tal entidade e participando do rol de empresas que se preocupam em aplicar, desenvolver e disseminar os conceitos de Systems Engineering. O INCOSE foi criado há 26 anos nos Estados Unidos, sendo considerada a entidade internacional mais importante do mundo na sua área.

O INCOSE tem sede em San Diego (EUA) e está presente em mais de 60 países. Em 2012, a entidade abriu o primeiro capítulo na América Latina, o INCOSE BRASIL. Além de congregar as empresas e organizações que atuam com Systems Engineering, o INCOSE também promove eventos e cursos para ajudar a ampliar os conhecimentos sobre o assunto, permitindo a troca de experiências entre seus mais de 10.000 membros.

Systems Engineering está no DNA da Ezute desde seu início. A Fundação utiliza esta metodologia para exercer sua missão: contribuir para a transformação das organizações públicas brasileiras, melhorando a produtividade e a eficiência das instituições, aplicando toda sua expertise no desenvolvimento de novas soluções de tecnologia e gestão.

A metodologia Systems Engineering utiliza abordagem multidisciplinar e visão holística em todas as etapas do processo de desenvolvimento de um sistema. Entre os sistemas complexos desenvolvidos pela Fundação Ezute com a aplicação de conceitos de Systems Engineering, destacam-se o SIVAM (Sistema de Vigilância da Amazônia), o SisGAAz (Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul), o MANSUP (Míssil Antinavio Brasileiro), o PROSUB (Programa de Desenvolvimento de Submarinos), o SIGA-SAÚDE e o projeto de gestão dos Jogos Olímpicos Rio 2016, entre outros.

Portal Defesanet

Site Defesa e Segurança

Revista TecnoDefesa

12
abr

Fundação Ezute marca presença na LAAD Security 2016

Fundação Ezute marca presença na LAAD Security 2016

01/06/2016
laad
A Fundação Ezute participou da LAAD Security 2016, que ocorreu de 12 a 14 de abril, no Rio de Janeiro. Apresentando soluções de inteligência, sistemas analíticos e simulação, além de serviços intensivos em conhecimento para o setor de Segurança Pública e Civil, a Ezute atraiu a atenção de autoridades nacionais, delegações internacionais, empresários e da imprensa que cobriu o evento.

Entre as autoridades presentes, recebemos a visita da então secretária da SEPROD (Secretaria de Produtos de Defesa), Perpétua Almeida; do comandante da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Ricardo Gambaroni; e de delegações da Argentina e do Equador.

O diretor de Unidade de Negócios da Ezute, Geraldo José Azevedo, recebeu a imprensa no estande da organização e conversou com repórteres dos portais Geopolítica Brasil, Defesanet e Defesa e Segurança, as revistas Tecnologia & Defesa, Soberania Nacional e Forças Armadas, além da emissora carioca Na Barra TV.

Uma das soluções que mais chamaram a atenção da imprensa foi a plataforma de simulação de cenários, que conta com uma aplicabilidade variada e de grande importância para a prevenção de situações críticas, como evacuação de estádios, por exemplo.

As conversas com representantes da Ezute durante a LAAD Security 2016 resultaram em algumas matérias. Confira nos links:

http://www.infodefensa.com/latam/2016/04/13/noticia-fundacion-ezute-muestra-feria-soluciones-inteligencia-simulacion.html

http://orbisdefense.blogspot.com.br/2016/04/laad-security-2016-discutiu-os-rumos-do.html

http://defesaeseguranca.com.br/laad-2016-fundacao-ezute-finaliza-solucao-para-gestao-publica/

Na foto, Geraldo José Azevedo fala sobre as soluções de simulação da Fundação Ezute

16
abr

Fundação Ezute destaca parceria com MB na concepção do SisGAAz

Fundação Ezute destaca parceria com MB na concepção do SisGAAz

16/04/2015

A Fundação Ezute destaca na LAAD Defence & Security, maior feira no setor de Defesa, a concepção e gestão de um dos mais importantes Programas Estratégicos da Marinha do Brasil, o Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul (SisGAAz). O evento acontece no pavilhão de exposições Riocentro, no Rio de Janeiro, entre os dias 14 e 17 de abril.

A EZUTE apoia a MB na realização do programa SisGAAz desde a fase de concepção. O SisGAAz será um sistema de defesa cuja missão é monitorar, de forma integrada, as Águas Jurisdicionais Brasileiras (AJB) e as áreas internacionais de responsabilidade para operações de Socorro e Salvamento.

O SisGAAz, quando totalmente operacional, contribuirá para o controle e a mobilidade estratégica, representadas pela capacidade de responder prontamente a qualquer ameaça, emergência, desastre ambiental, agressão ou ilegalidade. O Sistema permitirá que a riqueza contida na costa marítima brasileira seja monitorada, protegida, explorada e preservada nas próximas décadas.

Esse novo sistema terá caráter dual, atendendo não somente aos objetivos relacionados com a defesa, mas também aos aspectos nos quais a Marinha do Brasil colabora com órgãos da estrutura do governo em missões de apoio. Estas missões, relacionadas com segurança, combate a ilícitos, preservação do meio ambiente e assistência a populações atingidas por eventos climáticos extremos, poderão se beneficiar com ganhos de eficiência e eficácia, decorrentes do aperfeiçoamento da coordenação entre as agências envolvidas e do incremento na troca de informações.

Com base neste projeto, a EZUTE teve o seu produto “Concepção de sistemas para programas estratégicos de defesa” classificado pelo Ministério da Defesa como Produto Estratégico de Defesa (PED). Atualmente, a EZUTE presta consultoria técnica à Marinha do Brasil, apoiando a contratação do desenvolvimento do SisGAAz.

Com o SisGAAz, será ampliada a presença do Estado Brasileiro nas Águas Jurisdicionais Brasileiras por meio do monitoramento contínuo da Amazônia Azul. Essa imensa área marítima, com 4,5 milhões de km2, sendo 3,5 milhões em ZEE (Zona Econômica Exclusiva) e 911 mil de Plataforma Continental, por onde transitam 95% do nosso comércio exterior e onde estão 80% do petróleo brasileiro, e  que gera empregos e prosperidade para nosso país.

Para o presidente da Ezute, Tarcísio Takashi Muta, esse projeto é de extrema importância, pois além de assegurar nossas fronteiras marítimas, irá revelar grandes potenciais para o País. “Para a Fundação, o SisGAAz é muito enriquecedor, pois estamos aplicando nossa experiência e conhecimento adquiridos em outros projetos tão complexos como esse. É gratificante apoiar a Marinha neste programa que contribuirá, e muito, para o desenvolvimento de nossa sociedade.”

Sobre a EZUTE

A Fundação EZUTE é uma organização que presta serviços intensivos em conhecimento e que se coloca como parceira para apoiar na gestão, conceber, especificar, planejar e implementar projetos complexos, participando do desafio de identificar e interpretar necessidades, inovar e contribuir para a melhoria da gestão e da produtividade das instituições públicas e privadas, tanto na área civil como na de defesa.

Fonte: DefesaNet
28
nov

FUNDAÇÃO EZUTE APRESENTA INOVAÇÕES DO PROJETO MANSUP

FUNDAÇÃO EZUTE APRESENTA INOVAÇÕES DO PROJETO MAN-SUP

01/09/2014

A Fundação EZUTE participa da 3ª Mostra BID Brasil, que acontece entre 2 e 6 de setembro, em Brasília (DF). Durante o evento, será possível conhecer a parceria que a Ezute mantém com a Marinha do Brasil no projeto que tem como objetivo a concepção e fabricação do primeiro Míssil Antinavio de Superfície (MANSUP).

Esse míssil constituirá um sistema de defesa a ser utilizado nos navios da Marinha do Brasil. É um projeto complexo e multidisciplinar, com elevado conteúdo tecnológico, que reúne uma série de empresas da área de defesa. Devido ao seu caráter inovador, o MANSUP colocará o Brasil em um novo patamar de independência tecnológica.

A equipe multidisciplinar da Fundação EZUTE atua tanto nas atividades técnicas de engenharia de sistemas como gerenciais, implementando a gestão complementar em apoio à Marinha e também a realização das atividades de engenharia de sistemas correspondentes.  O desenvolvimento do MANSUP está a cargo de três empresas brasileiras, sendo que a EZUTE provê apoio técnico-gerencial ao desenvolvimento e à integração das partes componentes fabricadas pelos diferentes fornecedores, zelando também pela sua qualificação.

Sobre a Fundação Ezute                           

A Fundação Ezute é uma organização que presta serviços intensivos em conhecimento e que se coloca como parceira para apoiar na gestão, conceber, especificar, planejar e implementar projetos complexos, participando do desafio de identificar e interpretar necessidades, inovar e contribuir para a melhoria da gestão e da produtividade das instituições públicas e privadas, tanto na área civil como na de defesa.

Fonte: DefesaNet
9
set

FUNDAÇÃO EZUTE DESTACOU O SISGAAZ NA 3ª MOSTRA BID BRASIL

FUNDAÇÃO EZUTE DESTACOU O SISGAAZ NA 3ª MOSTRA BID BRASIL

09/09/2014

A Fundação Ezute participou da 3ª Mostra BID Brasil, que aconteceu entre 2 e 6 de setembro, em Brasília (DF). Durante o evento, foi possível conhecer a parceria que a EZUTE mantém com a Marinha do Brasil na concepção e gestão de um dos mais importantes Programas Estratégicos da Marinha do Brasil, o Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul (SisGAAz).

Nota DefesaNet – Para mais notícias sobre o SisGAAz acesse a cobertura Especial DefesaNet Link

A Fundação EZUTE apoia a MB na realização do programa SisGAAz desde a fase de concepção. O SisGAAz será um sistema de defesa cuja missão é monitorar, de forma integrada, as Águas Jurisdicionais Brasileiras (AJB) e as áreas internacionais de responsabilidade para operações de Socorro e Salvamento.

O SisGAAz, quando totalmente operacional, contribuirá para o controle e a mobilidade estratégica, representadas pela capacidade de responder prontamente a qualquer ameaça, emergência, desastre ambiental, agressão ou ilegalidade. O Sistema permitirá que a riqueza contida na costa marítima brasileira seja monitorada, protegida, explorada e preservada nas próximas décadas.

Esse novo sistema terá caráter dual, atendendo não somente aos objetivos relacionados com a defesa, mas também aos aspectos nos quais a Marinha do Brasil colabora com órgãos da estrutura do governo em missões de apoio. Estas missões, relacionadas com segurança, combate a ilícitos, preservação do meio ambiente e assistência a populações atingidas por eventos climáticos extremos, poderão se beneficiar com ganhos de eficiência e eficácia, decorrentes do aperfeiçoamento da coordenação entre as agências envolvidas e do incremento na troca de informações.

Com base neste projeto, a EZUTE teve o seu produto “Concepção de sistemas para programas estratégicos de defesa” classificado pelo Ministério da Defesa como Produto Estratégico de Defesa (PED). Atualmente, a EZUTE presta consultoria técnica à Marinha do Brasil, apoiando a contratação do desenvolvimento do SisGAAz.

Com o SisGAAz, será ampliada a presença do Estado Brasileiro nas Águas Jurisdicionais Brasileiras por meio do monitoramento contínuo da Amazônia Azul. Essa imensa área marítima, com 4,5 milhões de km2, sendo 3,5 milhões em ZEE (Zona Econômica Exclusiva) e 911 mil de Plataforma Continental, por onde transitam 95% do nosso comércio exterior e onde estão 80% do petróleo brasileiro, e  que gera empregos e prosperidade para nosso país.

Sobre a Fundação EZUTE

A Fundação EZUTE é uma organização que presta serviços intensivos em conhecimento e que se coloca como parceira para apoiar na gestão, conceber, especificar, planejar e implementar projetos complexos, participando do desafio de identificar e interpretar necessidades, inovar e contribuir para a melhoria da gestão e da produtividade das instituições públicas e privadas, tanto na área civil como na de defesa.

Fonte: DefesaNet
8
set

FUNDAÇÃO EZUTE APRESENTOU SOLUÇÕES DO PROSUB NA BID BRASIL

FUNDAÇÃO EZUTE APRESENTOU SOLUÇÕES DO PROSUB NA BID BRASIL

08/09/2014

A atuação da Fundação Ezute no Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB), da Marinha do Brasil, foi apresentada na 3ª Mostra BID Brasil. O evento, aconteceu entre os dias 2 e 6 de setembro, em Brasília (DF), e foi a oportunidade dos profissionais e empresários do setor de defesa e segurança entenderem a importância da absorção de tecnologia nesse projeto, em sintonia com o objetivo de consolidar um parque industrial nacional.

Atendendo as diretrizes da Estratégia Nacional de Defesa (END), esse programa visa à soberania pela autossuficiência tecnológica. Para isso, a Fundação Ezute foi selecionada e aprovada para trabalhar junto à Directions de Construction Navales et Services (DCNS) no Sistema de Combate dos submarinos convencionais do PROSUB. Segundo o acordo entre a DCNS e a Marinha do Brasil, a DCNS deverá fornecer o Sistema de Combate para os quatro submarinos convencionais (propulsão diesel-elétrica) (SBR) e também para o primeiro submarino brasileiro de propulsão nuclear (SNBR).

A Fundação Ezute irá participar de atividades de integração do Sistema de Combate para o primeiro SBR e, no futuro, a Fundação irá apoiar a Marinha do Brasil na manutenção e evolução desse sistema.

Considerado o “cérebro do submarino”, o Sistema de Combate (SC) no SBR tem a função de gerenciar os subsistemas de detecção submarina, aérea e de superfície (utilizando sonares, radares e periscópio); os subsistemas de comunicação externa (navio-navio e terra-navio) e de navegação eletrônica; o subsistema ambiental (utilizando parâmetros oceanográficos e monitorando ruídos); e os subsistemas de armas e munições (com o cálculo da solução de tiro para o lançamento de armas, como torpedos ou mísseis) e de contramedida. Ou seja, tudo que os “olhos” e “ouvidos” do submarino perceberem serão processados nesse “cérebro”, que vai determinar a designação de alvo, o uso de um sistema de arma e eventualmente o disparo do armamento.

Recentemente, foram iniciados os trabalhos no SIF (Shore Integration Facility), ou “facilidade de integração em terra”, que permite verificar as interfaces e comunicação entre diferentes equipamentos e subsistemas. O desenvolvimento do software, do qual também participam engenheiros da Ezute, encontra-se em estado avançado.

“A participação da Ezute neste projeto enriquece sua experiência em projetos de transferência de conhecimento e tecnologia e fortalece a parceria da instituição com a Marinha do Brasil. Somos uma Organização cujo maior ativo é o conhecimento acumulado e ele só faz sentido se for aplicado a serviço do desenvolvimento brasileiro”, destaca o presidente da Fundação, Tarcísio Takashi Muta.

Sobre a Fundação Ezute

A Fundação Ezute é uma organização que presta serviços intensivos em conhecimento e que se coloca como parceira para apoiar na gestão, conceber, especificar, planejar e implementar projetos complexos, participando do desafio de identificar e interpretar necessidades, inovar e contribuir para a melhoria da gestão e da produtividade das instituições públicas e privadas, tanto na área civil como na de defesa.

Fonte: DefesaNet