Fundação Ezute e EGN: parceria gerou estudo de prospecção de futuros para a Hidrovia do Rio Madeira

04/10/2016

????????????????????????????????????

Representantes da Fundação Ezute participaram da entrega oficial do relatório intitulado “Prospecção de Futuros: Estudo da Hidrovia do Rio Madeira”, no dia 6 de setembro, na Escola de Guerra Naval (EGN), no Rio de Janeiro.

Este estudo foi realizado por pesquisadores tanto do Programa de Pós-Graduação em Estudos Marítimos (PPGEM) da EGN quanto da Fundação Ezute. Foi o primeiro trabalho derivado do Termo de Cooperação entre ambas entidades, celebrado em outubro de 2015, nas áreas de Segurança, Defesa e Estratégia Marítima, com o intuito de contribuir para o fomento da produção de conhecimento, no Brasil, em área de interesse comum e para a disseminação e fortalecimento da mentalidade marítima no país.

O objetivo do relatório foi analisar o tráfego fluvial de cargas na hidrovia do Rio Madeira, um rio da bacia do Amazonas  que banha os estados de Rondônia e do Amazonas, elaborando cenários prospectivos de cinco anos.

O relatório possui um caráter acadêmico, apresentando os principais métodos e técnicas de prospecção de futuros para a análise do ambiente externo e descrevendo a metodologia híbrida empregada no estudo da hidrovia do Rio Madeira, os registros das etapas do estudo e os resultados da análise dos fatores críticos relacionados com o rio.

É esperado, portanto, que a metodologia empregada possa ser aplicada no estudo de outras hidrovias e que as análises realizadas sobre as variáveis críticas para o Rio Madeira possam auxiliar as decisões de órgãos públicos, empresas e governos no planejamento de suas atividades relacionadas com o uso da hidrovia para o transporte de cargas.

A conclusão do estudo aponta para três cenários de movimentação total de cargas para 2020, que poderão ajudar no planejamento de investimento público ou privado na hidrovia que, de fato, é o Rio Madeira.

Clique aqui para acessar o estudo.