Programa de ensino de inglês para comunidades carentes completa 12 anos e busca novos parceiros

Iniciativa do Instituto União Cultural registra mais de 6 mil atendimentos na capacitação de jovens e adultos

O programa “English by União Cultural“ completa 12 anos de existência em 2018 com um registro de mais de 6.000 atendimentos de ensino de inglês para jovens e adultos de comunidades carentes. A iniciativa, mantida pelo Instituto Educacional União Cultural, busca agora novos parceiros que permitam manter e ampliar suas atividades.

“Nós entendemos que programas de ensino de inglês são fundamentais para a qualificação ou requalificação para o trabalho, em um mundo que exige novas competências”, afirma Pedro Scarpin, diretor de Ensino a Fundação Ezute, organização sem fins lucrativos que desde 2015 mantém o Instituto Educacional União Cultural, um centro binacional de excelência no ensino da língua inglesa que oferece cursos preparatórios para os principais exames de proficiência internacionais e para exames de ingresso em cursos de graduação e pós-graduação.

A Fundação Ezute quer ampliar a participação de organizações como parceiras do programa social, que faz do ensino de inglês uma ferramenta para inclusão de jovens e adultos de baixa renda, capacitando-os para que tenham melhores oportunidades. “Para essa ampliação, estamos buscando empresas parceiras para apoiar financeiramente as necessidades de materiais e logística e de mobilização de professores voluntários em nível avançado”, reforça Scarpin.

As aulas ocorrem nos locais disponibilizados pelas organizações parceiras e são ministradas por voluntários selecionados e capacitados pela coordenação pedagógica do Instituto. Para atingir os objetivos de maneira precisa e com qualidade, o Instituto oferece todo o apoio pedagógico necessário aos professores por meio de reuniões e treinamentos, garantindo assim o sucesso do aprendizado dos alunos no mesmo nível de excelência adotado pelo Instituto União Cultural em seus cursos de conversação, gramática e escrita e para os exames de proficiência oferecidos para o mercado.

O programa social começou em 2006 com 130 alunos, e atualmente reúne 30 professores voluntários que ensinam inglês a 700 alunos nos bairros de Pirituba, Jabaquara, Centro e Ipiranga, no município de São Paulo. Para poder atuar no programa social, instrutores voluntários classificados em nível avançado, indicados pelas empresas parceiras ou por adesão espontânea, são capacitados pelo Instituto União Cultural e passam a ministrar as aulas de inglês aos alunos das comunidades assistidas.

Hoje, a maior parte das parcerias é de instituições de apoio social, que oferecem as instalações e o acesso a pessoas que precisam das aulas. Agora, o objetivo é ampliar o número de organizações parceiras apoiadoras, para garantir a sustentabilidade do programa do Instituto, e também trazer mais instrutores voluntários.

“Para tornar-se parceiro do programa é preciso ser uma empresa ou pessoa jurídica que tenha interesse em desenvolver ou participar de um projeto de responsabilidade social. O papel da empresa como apoiadora é também motivar seus funcionários que falam inglês a prestar um trabalho voluntário, que será respaldado pelo Instituto União Cultural”, explica Marisa Cunha, coordenadora pedagógica da instituição. “Sem falar na oportunidade e incentivo a pessoas que falam inglês fluentemente se descobrirem bons professores, enquanto compartilham experiências edificantes”, completa.