Aplicação de Systems Engineering

Usamos Systems Engineering, uma estratégia integradora e multidisciplinar, para construir soluções para as necessidades de nossos clientes e parceiros.

A perspectiva da Systems Engineering é baseada no pensamento sistêmico – uma perspectiva que aprimora nossa percepção em relação a combinação entre as partes e o inter-relacionamento entre elas. Esta visão analisa como os sistemas se encaixam no contexto mais amplo da vida cotidiana, como eles se comportam e como gerenciá-los, e está fundamentada em três pilares: as ciências físicas, que envolvem a matéria e a energia; a ciência organizacional e social, que trata aspectos humanos, comportamentais, econômicos e organizacionais; e a ciência da informação e conhecimento, derivados dos dois primeiros. Aplicá-la significa atuar com uma visão holística sobre as necessidades, os sistemas e o ambiente onde estão inseridos.

O pensamento sistêmico ocorre através da descoberta, aprendizado, diagnóstico e diálogo que levam à detecção, modelagem e conversação sobre o mundo real para melhor entender, definir e trabalhar com sistemas.

No Brasil, a Fundação Ezute faz de systems engineering um importante instrumento na trajetória para a autonomia tecnológica e para a soberania brasileira. Somos, inclusive, a primeira organização brasileira a se filiar ao INCOSE – International Council on Systems Engineering.

O conhecimento multidisciplinar é transformado em SOLUÇÕES que visam melhorar a PRODUTIVIDADE. Na nossa visão, este conceito deve ser aplicado para atender às NECESSIDADES HUMANAS, apoiando o GOVERNO e aprimorando ORGANIZAÇÕES.

Nossos engenheiros de sistemas criam novos sistemas através da conceituação, arquitetura e projeto (design). Eles analisam e gerenciam a complexidade do problema e os riscos das soluções propostas. Definem como medir se o sistema desenvolvido realmente funciona como pretendido e o acompanham ao longo de todo o seu Ciclo de Vida. A Systems Engineering é uma disciplina composta de ferramentas, técnicas, métodos, conhecimento, padrões, princípios e conceitos que possibilitam a construção de sistemas bem-sucedidos, inovadores e eficazes.

Num mundo VUCA – Volátil, Incerto, Complexo e Ambíguo – a complexidade é percebida em sistemas mais amplos, que compreendem os vieses das partes interessadas, quando o sistema não é totalmente compreendido ou cada um têm entendimento parcial do problema e das soluções possíveis. Um dos objetivos da Systems Engineering é estabelecer modelos válidos de um sistema complexo a fim de melhorar a compreensão das partes interessadas e seu contexto.

Saiba mais sobre systems engineering

 

EXEMPLOS DE ATUAÇÃO DA EZUTE NA APLICAÇÃO DA ENGENHARIA DE SISTEMAS.

Sistema de Vigilância da Amazônia (SIVAM) – FAB

Como Entidade Integradora Brasileira, a Fundação Ezute foi a primeira organização no mundo a ter a responsabilidade de conceber e integrar um inovador sistema de inteligência constituído por vigilância e controle do espaço aéreo e sensoriamento remoto para ampliar a eficácia dos investimentos de Proteção da Amazônia Legal Brasileira.

Sistema Gerenciamento da Amazônia Azul (SisGAAz) – Marinha do Brasil

A Fundação Ezute apoiou a MB na concepção do Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul (SisGAAz) que tem a missão de monitorar, de forma contínua e integrada, as Águas Jurisdicionais Brasileiras e as áreas internacionais de responsabilidade brasileira para realização, quando necessário, de operações de Socorro e Salvamento.

O sistema conceitual elaborado propôs um desenho aberto, a partir do levantamento das necessidades do Setor Operativo da Marinha, modelou as missões a serem desempenhadas, definiu as capacidades e desempenhos a serem obtidos pelas soluções tecnológicas a serem adquiridas.

Bilhete Único de São Paulo – SPTrans

A Fundação Ezute trabalhou na elaboração do Centro de Sistema Integrado de Monitoramento e do Sistema de Bilhetagem Eletrônico. O Bilhete Único representou uma quebra de paradigmas e deixou um legado social, aprovado pelos paulistanos, capaz de evoluir e oferecer diferentes aplicações.

SIGA-Saúde – Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo

A Fundação Ezute desenvolveu, em plataforma aberta e tecnologia de ponta, o Sistema Integrado de Gestão de Assistência à Saúde que opera e supervisiona em tempo real a fila de acesso e o registro de atendimento em mais de 900 estabelecimentos de saúde da rede municipal de São Paulo. Com 22 milhões de usuários e média mensal de 1,3 milhão de agendamentos, além de 740 mil gestantes acompanhadas regularmente pelo programa “Mãe Paulistana”, o sistema permite que a distribuição de recursos físicos e financeiros da área da saúde seja melhor organizada e otimizada.

Sistema de Outorga Eletrônica – Departamento de Águas e Energia do Estado de São Paulo

A Fundação Ezute construiu uma solução tecnológica para a gestão da outorga para uso de água para o Departamento de Águas e Energia (DAEE) do Estado de São Paulo. O sistema contribui para o aperfeiçoamento da gestão hídrica de São Paulo, de modo que o usuário conheça os procedimentos que deve seguir para obter acesso aos reservatórios e, também, que tome ciência dos limites que terá de obedecer para preservar a concessão de uso do recurso natural.