Um relatório divulgado recentemente pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e pela revista The Economist relevou que o Brasil é um dos melhores ambientes do mundo para a elaboração de parcerias-público privadas (PPPs).

A Fundação Ezute, que apoia a administração pública nas diversas etapas do ciclo de vida de empreendimentos de Concessão e PPPs em todo o país, conhece a fundo o potencial dessa sistemática, atuando para governos em âmbito Federal, Estadual, Municipal e consórcios públicos.

No estudo, o Brasil se mostra um dos mercados de PPPs mais ativos na América Latina, concentrando mais de 40% dos investimentos da região em parcerias público-privadas entre 2011 e 2020. Já de 2010 a 2019, as PPPs representaram 25% do gasto total em infraestrutura no país.

Em todo esse cenário a Ezute dedica-se há mais de 25 anos a aperfeiçoar a gestão e o desempenho das organizações públicas e privadas brasileiras. Atualmente, por exemplo, presta serviços especializados à Secretaria de Estado da Saúde de Rondônia, por meio da consultoria e elaboração de Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica, Jurídica e Ambiental de Projeto de PPP na modalidade de Concessão administrativa. O objetivo do projeto é a Equipagem, Operação e Manutenção do Novo Hospital de Emergências e Urgências de Rondônia (HEURO), no município de Porto Velho (RO).

Saiba mais sobre o estudo do BID e da Revista The Economist em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2022-07/brasil-tem-um-dos-melhores-ambientes-para-ppp-na-america-latina

Skip to content